Apple vai deixar de usar chips Intel e optar por processadores ARM

Apple está a encetar um esforço para harmonizar todos os Macs, iPhones e iPads para que trabalhem juntos e corram as mesmas apps. Assim, uma mudança essencial é a de processadores nos Mac e há rumores de que as máquinas produzidas a partir do próximo ano já não tenham chips Intel, mas sim uma solução baseada em ARM.

Este ano, a empresa quer que os developers consigam transitar as apps de iPad ara o macOS e, em 2020, o mesmo esforço será feito para as apps de iPhone. Se o plano correr como a Apple espera, em 2021, os developers só terão de criar uma app e esta irá funcionar em qualquer aparelho da empresa. Com esta transição, a comunidade terá disponíveis muitas mais apps e o trabalho para criar apps para Mac será bastante reduzido.

O MacRumors lembra que as notícias de que a Apple quer transitar para chips ARM para os Mac são comuns há alguns anos. Agora, com o atraso nas entregas dos chips Intel, a notícia volta a ganhar força, especialmente porque seria uma forma de a Apple cortar com os ciclos de produção da fabricante dos chips.

A marca de Cupertino já produz os seus chips A-series para o iPhone e para o iPad e há uma versão para os Macs mais recentes, o T2, que integra vários componentes como controlador SSD, um Secure Enclave com motor de encriptação baseado em hardware e que alimenta a Touch Bar no MacBook Pro e a Touch ID nos Pro e Air.

Para a Intel, as encomendas da Apple representam 5% da receita anual, pelo que a empresa não estará muito satisfeita com esta mudança da Apple.

Via Exame Informática

Leave a comment